Categorias
15 jul.
2021

Como os vídeos estão ganhando as redes sociais

A presença digital das marcas é fundamental para sobreviver e crescer no cenário pós-pandemia. Levando em conta a presença massiva da geração Z (aqueles já nascidos no contexto digital) no mercado consumidor, é de se esperar que os conteúdos sejam produzidos cada vez menos com textos longos e imagens estáticas e cada vez mais sejam utilizados vídeos curtos nas comunicações.

O movimento em direção ao audiovisual é tão forte que o Facebook e o Instagram, plataformas que tradicionalmente estimulam o compartilhamento de fotos e textos, estão incentivando o uso de vídeos por parte de seus parceiros. O objetivo é evitar que o êxodo da audiência para plataformas orientadas aos vídeos, como Tiktok, Kwai e Youtube, além de tornar seus conteúdos mais atrativos e com maior alcance.

Em resposta à ameaça do Youtube e das plataformas de microvídeos, o Instagram implementou o Reels, onde os usuários podem remixar os vídeos assistidos, criando desdobramentos dos materiais. Além disso, no Reels o alcance orgânico tende a ser maior do que o observado em publicações no feed e nos stories.

Já no Facebook, a implementação da mecânica Stars, onde os usuários podem enviar estrelas (convertidas posteriormente em dinheiro) aos streamers durante suas transmissões, mostra a preocupação em manter os produtores de conteúdo engajados e engajando.

Separamos aqui as principais tendências de vídeo para que você também possa extrair o máximo da sua audiência sem gastar rios de dinheiro em megaproduções desnecessárias.

Como os vídeos estão ganhando as redes sociais:

Não são só influenciadores que utilizam tutoriais como formato de conteúdo que dá certo. Há inclusive restaurantes que ensinam as receitas de seus pratos para que os clientes tentem reproduzir em casa. Além de atraírem seguidores com materiais mais didáticos, humanizam as marcas ao mostrar os profissionais que realmente fazem as coisas acontecerem.

Já existem imobiliárias que ajudam seus clientes a aprenderem certos atalhos na hora de escolher os melhores imóveis e também evitar surpresas desagradáveis. Além disso, temas como documentação, reformas e dúvidas frequentes.

Como os vídeos estão ganhando as redes sociais: quem sabe faz ao vivo

Red live neon sign vector

As transmissões ao vivo durante muito tempo foram um enorme desafio para emissoras de rádio e televisão. Na era digital, basta uma conexão estável e um celular para iniciar uma transmissão e alcançar milhares de pessoas. Obviamente, recursos como tripé, microfones, boa iluminação e um bom planejamento (roteiro) fazem a diferença positivamente para quem quer conversar com seu público da melhor maneira possível.

Recursos como o Stars, no Facebook, e o Superchat, no Youtube, podem ser uma boa fonte de arrecadação de receitas extras se trabalhadas da maneira correta, ou seja, lendo os principais comentários e perguntas durante a transmissão e interagindo com a audiência praticamente em tempo real.

Expanda seu alcance ao transmitir sua conversa com múltiplos perfis

Aproveitar a sinergia com marcas parceiras é também um ótimo caminho para aproveitar ao máximo o engajamento dos seguidores. Além de proporcionar um conteúdo menos institucional, a combinação dos perfis aumenta o alcance da transmissão e pode beneficiar todos os participantes.

Atualmente no Instagram é possível manter até três perfis transmitindo a mesma live. No Youtube, com o auxílio de outras ferramentas de chat ao vivo, como Skype, Meeting e Hangouts, esse número pode ser ainda maior.

Conte uma história

Storytelling é talvez a tendência mais presente nas comunicações em vídeo. Não se trata de trazer um enredo fictício fantástico como forma de impressionar, mas sim trazer experiências e casos emblemáticos da marca. Essa é uma forma de demonstrar como sua organização pode resolver problemas e encantar a clientela.

É fundamental que as histórias abordadas sejam verídicas e interessantes ao público. Entre um documento gigante com perguntas mais frequentes e pequenos clipes falando sobre as principais dúvidas, qual você acha que as pessoas vão prestar mais atenção?

Conteúdo curto e direto ao ponto

Poucas coisas são mais frustrantes na internet do que se interessar por um conteúdo e ter que esperar rodeios, anúncios e chamadas para ação antes de começar realmente o assunto tema do vídeo.

Com uma audiência cada vez mais impaciente, o tempo de retenção dos vídeos tende a ser cada vez menor. Como resposta a isso, as marcas que dominam a linguagem das redes investem em pílulas de conteúdo cada vez mais assertivas e resumidas. 

Não se preocupe tanto com efeitos e pós-produção, desde que o seu conteúdo seja relevante. É preferível gravar algo simples e direto, como aqueles feitos com a câmera do celular em modo selfie, do que gastar com uma equipe e fazer um material enfadonho e que não acrescente nada.

É importante utilizar (com moderação) chamados para ação durante os vídeos de forma que a pessoa possa se engajar sem ter necessariamente que assistir a todo o conteúdo para saber o que você quer que ela faça.

Tão importante quanto essa última dica é prestar atenção às reações dos seus seguidores. Pergunte a eles quais os próximos assuntos que desejam que sejam abordados. O retorno das pessoas é a maior bússola que você pode ter em direção ao conteúdo de qualidade.

Nós, da Incena Digital, somos uma equipe multidisciplinar dedicada a pesquisar e desenvolver soluções que ajudem nossos parceiros a ir além na relação com seus clientes. Conte com a gente para conversar, tirar suas dúvidas e traçar um plano de ações para superar suas metas. Vamos dar um play e colocar seu negócio na cena certa do Marketing Digital?

Posts Relacionados




Assine nossa newsletter

Todos os direitos reservados 2021 - Blog Incena Digital