Categorias
24 abr.
2020

Como as empresas do mercado imobiliário podem reduzir os efeitos da crise.

A pandemia do Covid-19 (coronavírus) surpreendeu o mundo inteiro e alterou rotinas. Para conter o avanço do vírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o isolamento social, o que impactou diretamente no mercado. A preocupação com os negócios nos próximos meses é válida, mas não é necessário pânico, se algumas atitudes forem tomadas. Pensando nisso, trouxemos dicas para as empresas do setor de imóveis reduzirem os efeitos da crise.

O mercado imobiliário no Brasil vem apresentando resultados positivos, com relação aos anos anteriores, especialmente 2015 e 2016. Com a crise do coronavírus, há um pouco de incerteza, mas é possível tomar algumas atitudes para diminuir impactos negativos.

Para os clientes

“Será que a equipe vai seguir produtiva durante o home office?”, essa é uma dúvida que comum entre gestores, principalmente em empresas que nunca tiveram experiência com esse regime de trabalho. Trabalhar de casa pode ser um desafio para a produtividade, mas com o comprometimento de todos e o auxílio da tecnologia, é possível manter o fluxo de trabalho.

O primeiro passo é reforçar sempre o quanto espera dedicação e bons resultados durante o home office. Esteja sempre atento às pautas de cada colaborador e converse sempre que perceber falta de produtividade. O segundo passo é contar com a tecnologia tanto para reuniões quanto para gerenciar o fluxo de tarefas.

Ferramentas como o Zoom e o Skype são excelentes para reuniões por vídeo e vêm cada vez mais sendo usadas. A Microsoft informou que em meio à pandemia, o número de usuários do Skype aumentou 70%. Para organizar as tarefas de toda a equipe, o Trello e o Asana são bastante recomendados. Neles, é possível dividir as pautas de cada colaborador e atualizar cada job por status: em andamento, concluído, etc. Se precisar compartilhar arquivos grandes, há o WeTransfer e Dropbox.

Para a comunicação

O Kantar Ibope Media entrevistou várias pessoas sobre como elas gostariam que as marcas se posicionassem no período da pandemia do coronavírus. Os entrevistados responderam que gostariam de ver as empresas guiando mudanças, dando bons exemplos e ajudando como puderem no combate ao coronavírus. Por outro lado, 80% concorda que as marcas devem evitar utilizar a pandemia para se promover.

Em tempos de incerteza, a comunicação se faz cada vez mais necessária, pois quem é falado, é lembrado. O cuidado e a sensibilidade de promover conteúdo informativo, além de esforços para ajudar no combate ao Covid-19, faz com que as empresas se destaquem agora e pós pandemia. Portanto, nada de “sumir” das redes sociais. Lives, IGTV e Stories são espaços que podem ser utilizados para mostrar a equipe e compartilhar conhecimento sobre o setor, o que gera autoridade e proximidade com o público.

Com união, comprometimento coletivo e seguindo essas ações, passar por o período atual não vai ser muito difícil. O que a sua empresa tem feito para minimizar os efeitos da crise do coronavírus? Conta pra gente nos comentários.

Posts Relacionados




Assine nossa newsletter

Todos os direitos reservados 2020 - Blog Incena Digital